Os governos suspeitam da literatura, porque é uma força que lhes escapa.

Émile Zola